Jesus Cristo, a pedra que vive



3 – Série: CQC – CUSTE O QUE CUSTAR

Título: JESUS CRISTO, A PEDRA QUE VIVE

Texto Bíblico: 1 Pe. 2:1-10

Introdução:

Certa vez estava voltando para casa de uma viagem à Bahia e encontrei um caminhão de boias-frias parado e com defeito à beira da estrada. O motorista e os passageiros quase pularam na frente do meu carro e pediram que eu parasse e os ajudasse.

O motorista, baiano, foi logo dizendo: “minha pedra”, será que você não tem uma chave de boca para me emprestar? Eu tinha e emprestei, ele consertou o caminhão, todos se alegraram e ele me disse: “você foi minha pedra de socorro.”

O tema da pedra ou da rocha é muito recorrente nas Escrituras e muitos textos falam do assunto.

FT: QUAIS AS LIÇÕES QUE A PEDRA VIVA TRAZ PARA NOSSA EDIFICAÇÃO?

1º.  DEUS DESEJA QUE CRESÇAMOS EM FIRMEZA E MATURIDADE PARA SERMOS COMO PEDRAS VIVAS (Vs. 1-3):

a) Abandonando o Pecado:

Deus nos exorta através de Pedro a que abandonemos a maldade, engano, hipocrisia, inveja e toda a maledicência. Este comportamento pertence àqueles que não estão com suas vidas firmadas sobre a rocha, que é Cristo;

Este é o comportamento dos que não nasceram de novo, que sempre contam piadas imorais, usam expressões de duplo sentido, mentem, induzem ao erro e fingem ser seus amigos, enquanto não são.

b) Abandonando a Infantilidade Espiritual:

Pedro também nos exorta a desejar de coração ou “ardentemente”, como crianças recém-nascidas, o leite espiritual puro, ou seja, a Palavra de Deus, o seu estudo e o seu ensino, para que possamos crescer, sermos maduros e termos firmeza, como pedras ou rochas em nossa vida espiritual;

2º. CRISTO JESUS É NOSSO MAIOR EXEMPLO DE PEDRA VIVA (Vs. 4, 6-8):

Jesus é o maior e melhor exemplo de firmeza e maturidade que podemos ter em nossa vida cristã (Fp. 2:5-11). Ele decidiu firmemente, como uma rocha, realizar a vontade de Deus em sua vida e através da sua vida, CUSTASSE O QUE CUSTASSE. Custou a sua vida. Ele foi rejeitado pelos homens, pelo mundo da época. Até hoje os seus ensinos de amor são rejeitados por muitos.

Contudo (vs. 4 e 6) para Deus, Jesus é a Pedra eleita e preciosa. Quando Jesus foi batizado, a voz do céu disse: “este é o meu filho amado, em que tenho prazer” (Mt. 3:17).

Também você hoje precisa entender que, como o seu mestre foi rejeitado, nós também seremos. Porém, como ele era amado do Pai, nós também o somos. Somos pedras rejeitadas pelo mundo, mas amados pelo Pai. E assim como Jesus herdará e reinará sobre o universo, nós também reinaremos com ele (2 Tm. 2:12). 

Conclusão:

Pedra ou rocha nos fala de firmeza, solidez. Deus deseja que sejamos como rochas, firmes, maduros, constantes. Para que isso ocorra, precisamos:

  1. Crescer nessa firmeza ou maturidade abandonando o pecado e a infantilidade espiritual;
  2. Nos inspirarmos e espelharmos em Cristo, o maior exemplo de firmeza e maturidade como uma rocha.

Reflexão:

  1. Como você se define no atual momento da sua vida? Como uma rocha ou como uma água?
  2. Você consegue perceber nas Escrituras que Deus deseja que sejamos firmes como uma rocha? Se sim, como isto pode ocorrer?
  3. Você acha que Jesus pode ser considerado o maior exemplo de firmeza da história? Por que?

15/11/2015 – Filipe Monteiro Frossard

prfilipe@terceiraigreja.com