De coração: perseverando no deserto – Os.2.14


Eu quero ser bem honesta e compartilhar com você um pouco sobre o que eu tenho vivido; não tem sido um caminho fácil. Desde que saí de Kona em julho de 2013 eu tenho lidado com vários problemas de saúde; eu tive algumas vitórias, mas eu também tive muitos contratempos, as vezes parece que para cada passo dado, eu regresso dois. No domingo passado eu acordei muito desanimada; Eu estava muito cansada emocionalmente: Estou cansada de hospitais e agulhas, estou cansada de ficar doente, eu estou cansada de me alimentar de maneira saldável e não ver muito progresso (estou com saudade do sabor de bacon …) Estou cansada de esperar, cansada de ficar me perguntando quando eu vou estar bem de saúde para finalmente avançar e conquistar o que Deus tem para mim …

No sábado antes de me deitar eu estava meditando em Mateus, quando Jesus exorta seus discípulos a não se preocuparem com coisa alguma, mas buscam o seu reino em primeiro lugar, antes de dormir eu orei. Pedi que o Senhor me ensinasse a confiar nele da maneira que Jesus fala em Mateus … pois bem, Deus respondeu a minha oração, mas não do jeito que eu estava esperando. Como já disse, eu acordei de bode (como diria o bom mineiro), eu passei o dia meio que sentindo pena de mim mesma, mais ou menos por volta de 11h eu estava comendo uma pera quando de repente um dos meus dentes da frente caiu! Dá para acreditar? Eu sei que é difícil de acreditar, mas é verdade! (Eu tenho uma foto para provar, mas você não vai vê-la), aí o bode que acordou comigo começou a berrar! Perder meu dente da frente foi a gota d’agua que faltava! Eu apenas chorei e chorei e chorei um pouco mais; mas como fiz uma escolha há algum tempo atrás que não importa a circunstância eu não iria murmurar, eu sequei minhas lágrimas, pedi a uma amiga para orar por mim, colei o dente com Super Bonder e fui para a igreja.

Quando voltei da igreja, eu estava um pouco melhor, mas ainda me sentindo derrotada, foi quando eu comecei a orar e Deus falou profundamente comigo.  Este ano vou completar 20 anos de ministério, e logo no início do meu ministério antes de eu ir para a Índia eu também estava enfrentando uma situação muito difícil, naquela época Deus falou comigo através da história de Calebe. Foi um dos momentos mais marcantes da minha vida, a palavra que Deus falou comigo ha 18 anos atrás, mudou a forma como eu me relaciono com Deus no que diz respeito à fé. Quando me sinto desanimada Deus me leva de volta a essa palavra, e não foi diferente desta vez; Deus falou comigo de novo, a mesma história, mas de uma maneira nova, e foi tão desafiador e encorajador que eu decidi compartilhar com você.

A história está em Josué 14, mas o contexto está em Números 13 e 14. A historia é a seguinte: 12 espias estão em sua última missão; eles foram enviados para espiar a terra que Deus havia p prometido aos israelitas. 40 dias haviam se passado desde que eles haviam deixado o acampamento; eles cumpriram a tarefa e agora estão voltando. No caminho eles param numa vinha e veem uvas enormes. Ao olharem para as uvas eles confirmam o que Deus já havia dito, a terra é realmente boa e o fruto dala é incrível, mas ao invés de se maravilharem ao ver que o Senhor não mente, eles ficaram paralisados ​​pelo medo. O tamanho das uvas confirmou o que eles temiam: se as uvas são desse tamanho, imagine o povo da terra, os Anaquins! Dois espias não tiveram medo, Calebe e Josué! Eles tinham um espírito diferente. Calebe tinha seus olhos fixos na região montanhosa, onde fica Hebron, o lugar onde Abraão se acampou antes mesmo que houvessem habitantes na terra. Quando Calebe colocou os seus olhos na terra, o propósito de Deus achou lugar em sua alma, ele teve certeza de que Deus cumpriria sua promessa, apesar dos gigantes.

Quando os espiões chegaram ao acampamento os israelitas estavam ansiosos para ouvir o que eles tinham a dizer, eles estavam só esperando o relatório para traçar estratégias para conquistar terra. O relatório começou de maneira positiva: “a terra é boa, terra que flui leite e mel, as uvas são enormes” …, mas aí os 10 espiões espias temerosos tomaram a frente: “Mas os gigantes são grandes, as muralhas são grossas e as armas são afiadas. “Calebe e Josué tentaram encorajar o povo a confiar em Deus e seguir em tomar a terra como Deus havia direcionado, mas o povo recusou-se a se mover, eles se rebelaram contra Moisés e contra Deus. O problema na verdade começou quando eles formaram uma comissão para estudar o que Deus já havia dito a eles para fazer. Deus já havia dito a Israel que a terra era deles, mas eles não tiveram fé para obedecer a Deus. Moisés ficou horrorizado, Deus ficou muito irritado, e porque eles não confiaram em Deus eles foram condenados a vagar pelo deserto por 40 anos, até que toda a população adulta morresse, exceto Calebe e Josué. Naquele dia, Deus disse: Mas, como o meu servo Calebe tem outro espírito e me segue com integridade, eu o farei entrar na terra que foi observar, e seus descendentes a herdarão. Num. 14:24

deserto45 anos se passaram … Depois de 40 anos vagando no deserto os israelitas finalmente entram na terra prometida. Calebe tem 85 anos, 45 anos haviam se passado desde aquela trágica assembleia, e depois de vagar pelo deserto a metade de sua vida Calebe aprendeu algumas lições sobre perseverança.

Hoje, em 2016, ainda podemos aprender com Calebe como permanecer forte e não perder o foco. Se você quer conhecer Deus, com certeza você vai passar por alguns desertos e uma das disciplinas espirituais fundamentais que precisamos aprender no deserto é a perseverança. Nós amamos os nossos objetivos, nós amamos avançar, desbravar novos territórios, mas às vezes a atitude mais espiritual que podemos ter é perseverar.

Desertos geralmente vem quando estamos vulneráveis, quando estamos tão cansados que o sono já não traz mais descanso. Quando estamos ansiosamente esperando por algo… eles acontecem quando nos encontramos numa rua sem saída. Quando estamos diante de um mar e sabemos que nunca vamos conseguir atravessar. Às vezes a nossa temporada no deserto é desencadeada por evento; o fim de um relacionamento; a perda de um ente querido; uma doença; talvez você tenha acalentado um sonho por anos e aguarda ansiosamente o dia em que ele se tornará realidade, você ora , busca e crê, mas aí você percebe que ele ainda não se tornou realidade e que pelo jeito não  está nem perto de isso acontecer, e você deixa o sonho morrer e parte de você morrer com ele. Às vezes, o deserto vem sem nenhuma razão aparente, e durante essas temporadas até ter fé é difícil. Você ora com todo vigor, mas não consegue sentir a presença de Deus, você se sente confuso, você quer saber o por quê, mas não recebe nenhuma resposta, e por dentro você é consumido pela sequidão!  Esse é o deserto.

Se você estiver no deserto agora, como eu, eu quero que você saiba que Deus não se esqueceu de você, ele não te abandonou. O calor tende a mexer com nossa cabeça, nós começamos a acreditar em mentiras como: oração é perda de tempo e Deus é impotente. Calebe não permitiu que o calor distorcesse a sua visão de Deus. Ele perseverou! Demorou cerca de 45 anos para que Deus respondesse a sua oração, mas ele nunca desistiu. Então, a pergunta que eu me faço no meu deserto pessoal é: como perseverar?  Como andar com Deus quando a caminhada é mais dura e o caminho longo? Como esperar em Deus até que ele mova a montanha? Como permanecer fiel quando seria mais fácil desistir?

Como Calebe conseguiu? Em Josué 14 “Você sabe o que o Senhor disse a Moisés, homem de Deus, em Cades-Barnéia, sobre mim e sobre você. Eu tinha quarenta anos quando Moisés, servo do Senhor, enviou-me de Cades-Barnéia para espionar a terra. Eu lhe dei um relatório digno de confiança, mas os meus irmãos israelitas que foram comigo fizeram o povo desanimar-se de medo. Eu, porém, fui inteiramente fiel ao Senhor, ao meu Deus. Por isso naquele dia Moisés me jurou: “Certamente a terra em que você pisou será uma herança perpétua para você e para os seus descendentes, porquanto você foi inteiramente fiel ao Senhor, ao meu Deus”. Josué 14:6-9

Calebe foi inteiramente fiel ao Senhor! Ele estava tão cheio de Deus que não havia lugar no seu coração para outras coisas. Essa é a 1a lição que devemos aprender com Ele:

Quando você pensar em desistir – vá mais além

Realizacao-Empreendedora-Superacao-825x542

Não se entregue, busque mais a Deus. Há um processo que as pessoas costumam passar ao enfrentar tempos difíceis: algo negativo acontece com você e você começa a questionar tudo, você fica desanimado e começa a reclamar e murmurar; você constrói relacionamentos destrutivos com pessoas negativas que confirmam a sua negatividade e aí você entra em um ciclo de desespero e desiste. Este ciclo acontece frequentemente quando passamos por situações difíceis. Você acha que Calebe não foi tentado a desistir? Tenho certeza que ele teve duvidas também, mas ao invés de reclamar como os israelitas ele lembrou-se da promessa de Deus. Para ir mais além é preciso trazer a memória o que nos da esperança. As promessas de Deus se tornam a nossa certeza em tempos de incerteza. 2 Pd 3: 9 diz: O Senhor não demora em cumprir a sua promessa, como julgam alguns. Pelo contrário, ele é paciente com vocês… Quando você achar que Deus esta demorando demais, lembre-se que ele está te preparando para o que ele já tem preparado para você.

Já aconteceu isso com você? Você esta no avião e um pouco antes do pouso o avião começa a voar em círculos? Comigo já, é muito ruim!  Às vezes, um avião está pronto para pousar, mas em vez pousar ele entra em um circuito de espera.   De sua janela, você pode ver o destino, mas você está preso na nave, dando voltas no ar. Você fica ansioso e começa a orar: Deus podemos pousar esse avião? Deus, o Senhor pode pelo menos me dar um paraquedas? E Deus sorri para você e diz: Vamos dar mais uma volta, você não está pronto para pousar ainda! Eu perdi a conta de quantas vezes eu fiz esta oração nas últimas semanas: Deus já estou aqui a muito tempo; estou cansado de esperar, eu me sinto um fracasso, você poderia me liberar para fazer outra coisa então… eu sei que não vai ser o seu melhor para mim, mas é bom o suficiente … eu estou cansada de esperar…  e Deus diz: a gente vai dar mais uma volta! Deus estou cansada de médicos, agulhas e hospitais, você pode simplesmente me curar agora mesmo e acabar com essa dor?

E Deus diz: olha só, a gente vai dar mais uma voltinha! Deus, eu não quero mais ficar sozinha, eu vejo todas essas pessoas ao meu redor se casando e tendo filhos; todo mundo está sendo abençoado; eu estou cansada de esperar… e Deus diz: Eu vou te levar para dar mais uma volta, eu vejo algo que você não consegue ver ainda.

Romanos 5 diz: “Não só isso, mas também nos gloriamos nas tribulações, porque sabemos que a tribulação produz perseverança; a perseverança, um caráter aprovado; e o caráter aprovado, esperança”.

Há coisas que Deus só pode nos ensinar quando estamos no deserto e aprendemos a perseverar. Às vezes Deus se faz menos acessível a nós para que mergulhemos mais fundo para encontrá-lo. Deus deseja se revelar a nós, e algumas coisas só podemos ver quando alcançamos os lugares altos. O processo é tão, ou até mais importante do que a linha de chegada, Deus nos transforma no processo. Deus está usando as provações, que ele mesmo tem permitido, para aperfeiçoar algo dentro de mim. Se você também estiver no deserto, cansado e desanimado, não desista! Aprofunde-se em oração, leia mais a palavra de Deus, tenha mais comunhão com a igreja (irmãos e irmãs). Algumas pessoas abandonam a comunhão, essa é umas escolhas mais nocivas.

Verso 10: “Pois bem, o Senhor manteve-me vivo, como prometeu. E foi há quarenta e cinco anos que ele disse isso a Moisés, quando Israel caminhava pelo deserto. Por isso aqui estou hoje, com oitenta e cinco anos de idade! Aos 85 anos Calebe pode dizer: Eu sou ainda forte! Essa é minha segunda lição:

Quando você se sentir fragilizado, não se entregue; se fortaleça em Deus!

forca

Ao esperar em Deus Calebe se tornou mais forte! Os desafios no caminho são para nos fortalecer. O nosso dicionário define progresso como Movimento para a frente; Mas a definição de Deus é um pouco diferente, nem sempre seguir em frente significa progresso, as vezes é preciso retroceder para que alcançar nosso objetivo final.

Calebe aos 85 anos de idade olha para trás e disse: Todo mundo reclamou, todo mundo murmurou, todo mundo desistiu e todo mundo morreu no deserto, mas eu não! Eu estou tão forte hoje como antes, as voltas no deserto me fortaleceram e agora eu estou pronto para lutar pela herança que me foi prometida.

Nós nos tornamos muito molengas! Hoje em dia tudo tem que ser conveniente, tem que ser confortável e ao nosso alcance, na ponta dos dedos. Nós não lutamos mais pelas coisas; algo não nos satisfaz a gente se livra dele. Desaprendemos como lutar por nossa família, lutar por nosso casamento, lutar pela verdade, lutar por um emprego. Queremos o que é fácil. Calebe não se conformou com o fácil, e por isso ele pôde olhar para trás e dizer: O deserto me fez mais forte!

Como isso é possível? Como não ser derrotado quando você está exausto, com sede e desidratado? No versículo 12 Calebe diz: se o Senhor estiver comigo! Esse era o seu segredo! Calebe entendeu que a sua forca estava em Deus. O Apostolo Paulo também entendeu isso!

E a terceira lição que eu quero aprender com Calebe está no versículo 12: Dê-me, pois, a região montanhosa que naquela ocasião o Senhor me prometeu. Na época, você ficou sabendo que os enaquins lá viviam com suas cidades grandes e fortificadas; mas, se o Senhor estiver comigo, eu os expulsarei de lá, como ele prometeu”.

Quando tentado a abandonar a missão, coloque o seu foco em Deus!

Night cityscape focused in glasses lenses

Os gigantes nunca foram o foco de Calebe. Os outros espias foram vencidos pelo medo porque seu foco estava na espessura das muralhas e na força dos gigantes. Eles se viam lutando contra os gigantes e os gigantes eram muito grandes. Calebe via Deus lutando contra os gigantes e o gigantes parecia pequenos.  Era simplesmente uma questão de foco. Onde Calebe colocaria o seu foco, nos gigantes ou em Deus? E ele fazia uma decisão diária de colocar o seu foco em Deus.

Essa é a pergunta que eu preciso me perguntar diariamente: Onde está o meu foco? Nos meus problemas e deficiências? Se eu olhar para os gigantes certamente eu seria tentada a olhar para trás e abandonar a missão, mas se eu me concentrar em Deus, eu posso prosseguir com confiança. A única maneira de perseverar é manter nosso foco em Deus. O autor de Hebreus diz: corramos com perseverança a corrida que nos é proposta, tendo os olhos fitos em Jesus, autor e consumador da nossa fé.

Perseverança não é cruzar os braços e esperar que o tempo no deserto acabe em breve, não é apenas ser paciente, perseverança é o o esforço supremo de se recusar a acreditar que o nosso Deus vai ser derrotado, continuar caminhando com a confiança sobrenatural de que o nosso Deus já venceu. Isso é o que Calebe fez.  Quando nos olhamos para Deus, e não somente para os nossos problemas, e continuamos a segui-lo fielmente Deus vai nos posicionar nos lugares que ele tem para nos e vamos olhar ao redor da terra prometida e ter a forças para dizer: Deus ainda tem uma tarefa inacabada para eu completar!

Você não é velho demais para escalar uma nova montanha e nunca é tarde demais para Deus para cumprir suas promessas. Deus tem lugares altos para nos levar, há novos territórios que deseja nos entregar…

Alguns se encontram no deserto e parece que os gigantes estão vencendo; e tempo de pararmos e nos perguntarmos: Estou disposto a aprender a obedecer no deserto?  Estou disposto a confiar em Deus? Estou disposto a aceitar que o tempo de Deus é perfeito e que Ele não está com pressa? Vou perseverar na oração? Vou fixar os meus olhos em Jesus e não nos gigantes? Estou disposto a ir mais além, aprender a buscar forcas em Deus, colocar o meu foco em Deus e perseverar nos desertos da minha vida?

Eu já dei um chute no bode que acordou comigo no domingo, mandei ele para bem longe, mas eu sei que ainda estou no deserto. Eu não sei quanto tempo Deus vai manter meu avião em circuito de espera; O que eu sei é que eu quero olhar para trás um dia e como Calebe poder dizer que estou mais forte e mais apaixonada por Deus! Se você está passando por um momento difícil eu gostaria de orar por você; Apesar das circunstâncias tendo experimentado o cuidado de Deus de forma muito especial, e a minha oração e para que você também encontre o Senhor no seu deserto.

Marilane do Carmo